A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) emitiu um comunicado a refutar qualquer pressão por parte do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, garantindo ao mesmo tempo que não compactua com clima de suspeição em torno do futebol.

Eis o comunicado:

«A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), após ter tomado conhecimento de várias reportagens, sobre a alegada atuação do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), onde são colocadas em causa a seriedade e a existência de possíveis pressões sobre os árbitros vem, em representação dos árbitros dos campeonatos profissionais tecer alguns considerandos:

– Os árbitros estão, como sempre estiveram, disponíveis para colaborar com a justiça para bem da verdade, da arbitragem e do futebol;

– Os árbitros garantem que nunca sentiram ou sofreram qualquer tipo de pressão por parte de qualquer membro do CA da FPF no sentido de favorecer uma qualquer equipa;

– Os árbitros não se revêm no clima de suspeição e ofensas que foram dirigidas por colegas e ex-colegas ao CA nas reportagens que recentemente vieram a público;

– Jamais os árbitros podem compactuar com este clima de suspeição onde quem sai a perder é o futebol;

– A APAF e os árbitros exigem respeito de forma a que não exista uma utilização da sua figura para guerras pessoais ou outros interesses que não visem a valorização do futebol e a independência da arbitragem.

A APAF gostaria que neste momento de paragem de campeonatos todos refletissem sobre a forma de estar no desporto e em concreto no futebol.»