Bruno Lage em declarações na conferência de imprensa após o triunfo sobre o V. Setúbal por 1-0 no Estádio da Luz. O treinador do Benfica assumiu que a equipa atravessa o período mais difícil a nível futebolístico desde que chegou e enviou uma mensagem aos adeptos:

«Temos falado sobre o que podemos fazer e hoje, antes de entrarmos em campo, falámos dos nossos adeptos.

É importante que os nossos adeptos percebam o que é ser benfiquista, o que é o adepto do Benfica. Se há uns meses eles foram os primeiros a ajudar-nos na reconquista quando estávamos a perder 2-0 com o Rio Ave, neste momento somos nós que temos de ter paciência e entender o que é ser benfiquista. Ser benfiquista é ser família. Eles não estão contra nós. Eles querem o melhor de nós e têm de exigir o melhor de nós e de mim, porque é isso que eu exijo aos jogadores.

Os adeptos do Benfica vêm ao Estádio da Luz com memória. Vêm trazer a memórias dos seus heróis. E quem foi o primeiro herói do adepto benfiquista: o seu pai. No Benfica é isto: a tradição de família que passa de pais para filhos, de avós para pais.

Quando esta malta cá vem, e muitas vezes vêm cá, e já não tem o pai na cadeira ao lado, estão ali sentados e dizem: ‘Estou aqui a comemorar contigo e com os jogadores’.
Nós temos consciência do trabalho que temos pela frente e temos de ter paciência para levar com esta exigência e responsabilidade
Voltaremos seguramente a jogar bem, como fizemos recentemente com um início de época fantástico.
Como todos juntos, com os jogadores recuperados e espaço para treinar, seguramente que voltaremos às boas exibições.»