O discurso do Presidente do Benfica no último sábado, na entrega aos sócios dos anéis de platina e dos emblemas de ouro e prata, sintetiza na perfeição a forma como devem ser abordadas as 10 finais que temos pela frente.

* “Humildade, concentração, ambição e confiança”

* “Onda vermelha em todos os jogos”

* “Dormir à sombra dos resultados seria o pior que poderia ser feito”

* “Conquistar é difícil, perder é extremamente fácil”.

A distância para a meta ainda é longa e sabemos que, pelo caminho, vão aparecer muitos obstáculos. Os 30 pontos que estão em jogo são a derradeira montanha que temos pela frente. É preciso subi-la! Com coragem, com determinação, com sentido de missão.

O duelo com o Belenenses, hoje à noite, no Estádio da Luz, é fundamental nesta altura da temporada. Só vencendo o dérbi o Benfica pode continuar no 1.º lugar – que tanto custou a alcançar. A equipa tem consciência disso mesmo e está preparada para fazer (mais) um bom jogo e somar a 10.ª vitória consecutiva na Liga. É esse o objetivo.

Não existe nada no calendário que possa ser mais importante: o foco está por inteiro na preparação do jogo com o Belenenses, que já provou ser uma das equipas mais competentes deste campeonato.

“Humildade, concentração, ambição e confiança.” A receita só pode ser esta, aliada ao princípio inegociável que Bruno Lage defende desde a primeira hora: treino a treino, jogo a jogo. E, a partir de agora, final a final.

A onda vermelha, com mais de 50 mil espectadores, está preparada para voltar a ser o nosso 12.º jogador. Porque é juntos que somos mais fortes!