Vítor “Catão”, diretor do São Pedro da Cova, encontrou o empresário exigindo-lhe dinheiro, pedidos de desculpa aos Super Dragões, comunicação social, Pinto da Costa e FC Porto. Pinto da Costa, Luís Filipe Vieira e Francisco J. Marques também vieram à baila nestes vídeos com linguagem imprópria, que Vítor Catão exibiu, em direto, na rede social Facebook.

“Fui coagido e ameaçado pelo senhor Vítor catão com arma de fogo. O resto segue para as instâncias legais. O futebol é isto no norte. Impera a mentira, coação e agressão. Com o tempo toda gente vê o que me move!
Queria obrigar-me a dizer inverdades!!!”, escreveu César nas redes sociais.

É isto que temos no futebol em portugal.