O jogo entre Rio Ave e Benfica continua na ordem do dia. Imagens da transmissão televisiva do jogo nas quais Bruno Lage fala para Nuno Santos foram cortadas e manipuladas por pessoas ligas ao FC Porto. No excerto completo, o técnico do Benfica mostra três dedos da mão direita e faz ainda o gesto de ‘telefone’.

Ora, segundo diz o Record, Bruno Lage disse o seguinte ao camisola 11 do Rio Ave: “Hás de ver mais tarde os três lances e depois, de cabeça fria, liga-me”. O treinador encarnado dirigiu-se ao jogador vila-condense ao aperceber-se de um bate-boca entre Nuno Santos e Rúben Dias. Até Pizzi aconselhou calma ao atacante do Rio Ave face ao ‘sururu’ com o central das águias.

Nuno Santos acabou por ser expulso minutos depois, aos 72’, após entrada sobre Pizzi. A sequência originou um rol de insultos ao extremo, de 25 anos, nas redes sociais.Nomeadamente depois dos posts de Miguel Guedes e Fernando Madureira. Mais precisamente numa publicação onde assinalava o primeiro mês de vida do seu filho, nascido em março. Nuno Santos apagou os comentários do Instagram e, já durante a tarde, reagiu.

“Tento fazer uma receção, numa bola que passa por cima de mim. Nem tenho noção de que o Pizzi está ali. O árbitro decidiu pela expulsão, mas toco na bola em primeiro lugar. Mas dizerem que foi propositado é muito grave”, apontou. “Não importa se joguei no Benfica, o que importa é que não são eles que me pagam as contas ao fim do mês, mas sim o Rio Ave, que defendo com toda a convicção”, escreveu, frisando: “Da mesma forma que vibrei quando fui campeão pelo Benfica, vibrei quando fui campeão sub-17 pelo FC Porto. Ninguém pode dizer que não estava a dar o meu máximo.”

“Não é a primeira vez que me acontece isto, mas desta vez passou todos os limites. Podem criticar as minhas exibições, mas não admito que ponham em causa o meu profissionalismo e que usem as redes sociais para ameaçar-me, a mim e à minha família”, escreveu Nuno Santos.

O presidente do Rio Ave veio a publico falar de arbitragens e não defendeu o seu jogador. O negócio das piscinas de campanhã não permitem ataques ao FC Porto.