Jogadores do Aves “podem ter de ir a pé” para o jogo com o Benfica

Advertisement

Depois de dias muito agitados na preparação para a receção ao Benfica, jogo que chegou mesmo a estar em risco de se realizar, a tranquilidade ainda não regressou à Vila das Aves. Apesar da disponibilidade de todos para ir a jogo, jogadores, técnicos e staff de apoio à partida, apesar de o protocolo Covid ter sido cumprido na integra, com todos os testes efetuados à estrutura do Aves a darem negativo, continuam a surgir alguns entraves a dificultar a preparação do jogo.

A poucas horas do início do encontro, as chaves do autocarro do Aves, que transporta habitualmente a equipa, continuam sem aparecer. Desde domingo que ninguém sabe do paradeiro das chaves do autocarro, que estavam a cargo da SAD. O cenário mais provável neste momento é que os jogadores tenham de se deslocar para o estádio a título pessoal. Foi-nos também relatado que Estrela Costa, acionista e gestora da SAD do Aves, continua a mostrar-se contra a realização do jogo desta noite com o Benfica. A mesma fonte diz até que a empresária “continua a tentar tudo para que não haja jogo”. Existem também neste momento questões pendentes de resolução em relação à segurança e organização logística do encontro, que está marcado para as 21h15.

Neste momento, os jogadores e a equipa técnica estão a realizar o habitual período de descanso após o almoço, como é comum em todos os jogos, mas continuam a ser confrontados com vários episódios que estão a perturbar a preparação para a partida.