Meirim manda arquivar coação de Sérgio Conceição

Arquive-se, decidiu o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol, presidido por José Manuel Meirim, na habitual reunião semanal, ontem realizada. Em causa, a participação feita pelo Conselho de Arbitragem (CA) contra Sérgio Conceição, treinador do FC Porto.

Na origem dessa queixa do CA, à qual o CD não deu provimento, estiveram as declarações proferidas por Sérgio Conceição, na sexta-feira passada, durante a conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Rio Ave, em particular as que publicamos de seguida: «Aproveito para desejar muito boa sorte ou uma sorte diferente aos árbitros e aos outros intervenientes diretos nos jogos de futebol, pois não a tiveram na parte final do campeonato da época passada. Não estou aqui a dizer uma coisa nova, nem estou a tentar vender banha da cobra, como se costuma dizer. Estou a falar de factos.»

O CA considerava que o técnico portista estaria a promover uma verdadeira manobra de pressão e condicionamento do trabalho dos árbitros e que essas afirmações infringiam o regulamento disciplinar, que prevê punição para os intervenientes que emitem «declarações ou juízos pondo em causa a imparcialidade e competência» de árbitros e observadores.

O CD não foi da mesma opinião e mandou arquivar a participação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo